Skip to content

Os valentes de Davi – homens de ânimo resoluto

by Oscar Correia on August 2nd, 2012

Aqueles que foram rejeitados e renegados pela sociedade, deixados de canto e marginalizados, homens endividados, perseguidos e angustiados. Existe um ponto muito forte e importante nesse contexto, Davi como líder soube utilizar àqueles que Deus colocou ao seu lado, esses mesmos homens que foram esquecidos. Davi deu a estes homens o que eles precisavam: amor e auto estima que mereciam. Os mesmos foram denominados e chamados de valentes, heróis e vencedores.

Nenhum exército inimigo podia suportar o exercito de Davi. Começou com poucos, 400 homens, cresceu para 600 e assim foi aumentando na medida em que ele ia conquistando o reino. Desse exército vitorioso de Davi existiam alguns que eram verdadeiros heróis, homens valentes, que não temiam a força dos inimigos, pois espelhavam–se no seu rei que venceu o gigante Golias e outros tantos inimigos que foram derrotados por ele, sua fama e coragem o precediam.

Mas, como conseguia Davi tantas vitórias? De onde lhe vinha a força e o auxílio para ser sempre vencedor? primeiramente, de Deus, como ele próprio declara no Salmo 121: “Elevo os meus olhos para os montes. De onde virá o meu socorro? O meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra.” Em segundo lugar dos guerreiros que o cercavam. Foram homenageados esses heróis pela própria bíblia, que repetidamente foram chamados de ‘valentes’. É só percorrer os livros de Samuel, I e II Reis e I e II Crônicas para se comprovar essa realidade.

Só no capítulo 12 do Primeiro Livro de Crônicas estão relacionados mais de trezentos e quarenta mil homens ‘de ânimo resoluto’, ‘munidos de escudo e lança’, ‘providos para a peleja’, ‘em condições de ir à guerra’, ‘providos de toda sorte de instrumentos de guerra’. Em inúmeras ocasiões os seus ‘valentes’ acorreram para defendê-lo, como narra Samuel, em seu Segundo livro, no capítulo 16: ‘Atiravam pedras contra Davi e contra todos os seus servos, ainda que todo o povo e todos os valentes estavam à direita e à esquerda do rei’.

Também em diversas ocasiões os ‘valentes’ alertaram o rei sobre perigo iminente, como na passagem de II Samuel 17:16: “Agora, pois, mandem avisar depressa a Davi para que não passe esta noite nos vaus do deserto, mas vá, sem demora, ao outro lado, para que não seja destruído o rei e todo o povo que com esta noite nos vaus do deserto, mas vá, sem demora, ao outro lado, para que não seja destruído o rei e todo o povo que com ele está.” Um exército tem que estar bem preparado. Os soldados devem estar treinados e prontos para a guerra. Veja esta passagem de I Crônicas 12:1-2: “… estes eram dos valentes que o ajudavam na guerra. Tinham por arma o arco e usavam tanto da mão direita como da esquerda em arremessar pedras com fundas e em atirar flechas com o arco’. Na história militar, e difícil encontrar um exército com essa habilidade de usarem ambas as mãos para utilizarem armas.

A bíblia também fala que esses valentes estavam sempre preparados e armados com escudo e lança, seu rosto era como de leões, e eram eles ligeiros como gazelas sobre os montes. E não é só isso, “O menor valia por cem homens, e o maior, por mil. São estes os que passaram o Jordão no primeiro mês, quando ele transbordava por todas as suas ribanceiras, e puseram em fuga a todos os que habitavam nos vales, tanto no oriente como no ocidente.” Observe agora a declaração incondicional de Amasai – um dos chamados ‘cabeça de trinta homens’: ‘”Nós somos seus, Davi, e com você estamos, filho de Jessé! Paz, paz seja com você! E paz com os que o ajudam! Porque o seu Deus o ajuda.”

Para fazer parte dos valentes de Deus; faz-se necessário algumas práticas que revitalizarão as forças do homem de Deus: Tem que ter fé e confiança no Senhor. Ser cheio de temor a Deus. “Também, quando se assentar no trono do seu reino, escreverá para si um traslado desta lei num livro, do que está diante dos levitas sacerdotes. E o terá consigo e nele lerá todos os dias da sua vida, para que aprenda a temer o SENHOR, seu Deus, a fim de guardar todas as palavras desta lei e estes estatutos, para os cumprir.” Deuteronômio 17:18,19 Cultivar intimidade com Deus. “A intimidade do SENHOR é para os que o temem, aos quais ele dará a conhecer a sua aliança.” Salmo 25:14.

Samá, valente de Davi (em hebraico: שַׁמָּה, fama, renome) foi o filho de Agé, um hararita, e um dos três legendários “valentes” do rei. É chamado também de Samote e Samute. Foi designado como um dos oficiais de Davi, encarregado da milícia durante o quinto mês do ano. Seu maior feito foi a derrota de uma tropa de filisteus. Depois de os israelitas fugirem da tropa filistéia, Samá ficou sozinho e os derrotou. Isso mesmo, um único homem conseguiu derrotar uma tropa inteira.

A uma passagem muito conhecida também de um dos feitos desses três principais valentes: “Suspirou Davi e disse: Quem me dera beber água do poço que está junto à porta de Belém! Então, aqueles três valentes romperam pelo acampamento dos filisteus, e tiraram água do poço junto à porta de Belém, e tomaram-na, e a levaram a Davi; ele não a quis beber, porém a derramou como libação ao SENHOR. E disse: Longe de mim, ó SENHOR, fazer tal coisa; beberia eu o sangue dos homens que lá foram com perigo de sua vida? De maneira que não a quis beber. São estas as coisas que fizeram os três valentes.” II Samuel 23: 16-17.

Davi foi um rei vencedor. Suas conquistas, as derrotas imputadas aos seus inimigos e vitórias estão registradas nas Sagradas Escrituras. Foram poucas as derrotas que teve Davi. Podemos afirmar que Davi foi um dos maiores conquistadores que a terra já conheceu. Davi deixou um legado de conquistas a seu filho Salomão e aos seus súditos: muitas riquezas obtidas dos despojos dos inimigos; paz entre as fronteiras; o respeito dos seus inimigos, os objetos para a construção do templo; exemplos e princípios de vida no temor de Deus.

“Josebe-Bassebete, filho de Taquemoni, o principal de três; este brandiu a sua lança contra oitocentos e os feriu de uma vez.” II Samuel 23:8. Depois é citado Eleazar, quando os filhos de Israel haviam se retirado, ele ficou, pelejou e feriu os filisteus até lhe cansar a mão e ficar pegada à espada. Depois Samá é citado com seus grandes feitos. “Também Benaia, filho de Joiada, era homem valente de Cabzeel e grande em obras; feriu ele dois heróis de Moabe. Desceu numa cova e nela matou um leão no tempo da neve.” II Samuel 23:20.

Todos eles foram honrados e até hoje a fama desses valentes são lembradas. Foram homens como esses, cheios de coragem, fé e obediência que fizeram de Davi um rei vencedor.

 

(Oscar Correia)
CT

Bibliografia
Bíblia Sagrada, tradução João Ferreira de Almeida
Bíblia em Inglês – King James

PDF    Send article as PDF   
3 Comments
  1. Bob Stevens permalink

    It’s funny, but I can see the same determination that King David had in Benyamin Netenyahu. He is a man of character, of goodness, and of grace who truly loves God. Good Article.

  2. Frank Hughes permalink

    We also are conquerors of sin and the lust of the flesh through Christ our Lord.

  3. Benjamin Tan permalink

    hank you too for posting this brother! (^o^) Your efforts highly appreciated! God bless you!

Leave a Reply

Note: XHTML is allowed. Your email address will never be published.

Subscribe to this comment feed via RSS